Blog

contrato

Comprar um imóvel é um verdadeiro sonho de muitas pessoas, mas um contrato de compra e venda bem elaborado é essencial para que isto possa se realizar.

O contrato de compra e venda formaliza a transação e nada mais é do que um dos documentos mais importantes, onde qualquer falha pode resultar em prejuízos financeiros ou possíveis dores de cabeça.

É preciso analisar cada detalhe antes de fechar a venda e, por isso, preparamos este conteúdo com 5 itens que não podem faltar no contrato. Prossiga na leitura deste texto e descubra!

 

1. Qualificação das partes 

 

O 1º passo é identificar quem está vendendo e quem está comprando: nome completo, nacionalidade, estado civil, profissão e endereço completo.

Parece básico, mas é um dos itens mais importantes para garantir segurança ao longo do processo jurídico e até mesmo para facilitar o contato durante ou depois da negociação.

analisando contrato

 

2. Detalhamento completo do imóvel

 

Após realizar a devida identificação de ambas as partes, o 2º passo é descrever o imóvel a ser negociado.

É fundamental que a descrição seja idêntica à da matrícula do imóvel no Cartório de Registro da cidade, onde constam várias informações detalhadas do bem e dos imóveis próximos.

Caso o imóvel possua características diferenciadas, também é importante registrá-las na descrição.

aperto de mão

 

3. Definição de valor e prazo

 

O contrato não deve conter apenas o valor exato do imóvel, mas também a descrição minuciosa da forma de pagamento, o valor de entrada, as datas de vencimento em caso de parcelas e os possíveis índices de reajuste para que tudo fique registrado e não haja margem de erros ou desentendimentos.

Além disso, os prazos de entrega do imóvel também precisam constar no contrato para garantir que tudo será realizado como foi acordado.

 

4. Cláusula penal

 

A Cláusula penal é indispensável, pois estabelece as obrigações, de ambas as partes, caso algum item do contrato não seja cumprido. Vale também definir o valor da multa caso isto aconteça.

Este passo ajuda evitar alguns riscos, como cobranças a mais, serviços fora do padrão, atrasos ou contestações.

assinatura

 

5. Cuidados fundamentais

 

É preciso prestar bastante atenção também à forma como o texto foi redigido e se apresenta clareza, a fim de evitar dúvidas ou duplas interpretações.

Vale lembrar também que o contrato de compra e venda só tem validade, no Brasil, após ser registrado no cartório para que o comprador possa ser considerado proprietário daquele imóvel.

São tantos detalhes para observar, não é mesmo? A compra de um imóvel realmente envolve diversas etapas e, por isso, contar com profissionais especialistas no setor imobiliário já contribui bastante para que você tenha as devidas precauções e feche um ótimo negócio.

Agora que você já sabe mais informações sobre o contrato de compra e venda, acha que conseguiria diferenciá-lo do registro e da escritura do imóvel? Clica aqui para ficar por dentro de toda essa papelada e se preparar bem para realizar o seu sonho da casa própria.

Quer conferir mais conteúdos assim? Acompanhe nosso blog e nossas redes sociais: Facebook e Instagram. Até mais!

 

 

Comentários

Open chat