Blog

FGTS

Você sabia que o saldo do seu FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) pode ser utilizado para compra ou construção da sua casa própria? Pois é, desde 1998 isso é permitido para ajudar trabalhadores na conquista desse sonho, que está no topo das metas de muitos brasileiros. Afinal, nada melhor do que ter um cantinho para chamar de seu, não é mesmo?

Porém, se você planeja utilizar o FGTS para realizar a compra de um imóvel é preciso prestar atenção aos requisitos do banco comunicado. Prossiga na leitura deste texto para saber mais informações sobre o que você deve fazer.

Como saber se é possível utilizar o FGTS no pagamento da casa própria?

Trabalhadores contratados pelo regime CLT possuem direito ao FGTS, que é depositado pelos empregadores e corresponde a 8% do salário mensal. Para utilizá-lo na conquista da casa própria é preciso seguir algumas condições:

  1. Ter no mínimo 3 anos de carteira assinada, consecutivos ou não e sem a necessidade de ser na mesma instituição;
  2. Residir ou ter um emprego na mesma cidade onde está localizado o imóvel;
  3. Não ser dono de nenhuma propriedade na mesma cidade ou região metropolitana do imóvel;
  4. Não possuir financiamento ativo no SFH (Sistema Financeiro de Habitação) em todo o país;
  5. Estar com as parcelas do financiamento em dias ao solicitar o saque do FGTS;
  6. O imóvel deve obedecer a um determinado valor permitido para o estado que você mora e deverá servir apenas para sua moradia, sem fins comerciais;
  7. É permitido usar o FGTS para construir a casa, mas não é permitido utilizá-lo para aumentar as dimensões do imóvel, reformá-lo ou comprar materiais de construção.

Quais são as documentações necessárias para isso?

Antes de fazer a negociação, você precisa analisar o seu saldo de FGTS para planejar melhor qual será a quantidade necessária. Depois disso, você precisará ir à alguma agência bancária com a documentação exigida para solicitar o saque. Confira os documentos necessários:

  1. Documento de identificação própria com foto;
  2. Carteira de trabalho – ou declaração do órgão gestor, caso você seja trabalhador avulso;
  3. Extrato de conta vinculada ao FGTS;
  4. Declaração de Imposto de Renda Física – DIRPF (caso você esteja em uma união estável, será exigida também a DIRPF do cônjuge).

Em quanto tempo o FGTS é liberado?

Após entregar a documentação necessária e fazer a solicitação do saque ao banco, o seu perfil e o seu pedido entrarão em um período de análise até que seja aprovado. Normalmente o FGTS leva uma semana para ser liberado, mas a aprovação do financiamento pode demorar até 3 meses para ser efetivada.

Atenção

Usar o FGTS para comprar ou construir uma moradia é uma excelente opção, mas é preciso ter alguns cuidados para não passar por possíveis problemas. Confira algumas dicas que reunimos para você:

  1. Planeje-se bem: além de analisar o seu saldo do FGTS para saber qual quantia poderá ser utilizada e dar início à negociação, é fundamental se planejar para não pagar juros nos próximos meses e pagar as parcelas sempre em dias. Ademais, vale a pena também escolher bem o local que você deseja morar, por mais que já seja melhor ter uma casa própria em vez de pagar aluguel todos os meses, é importante verificar se aquela residência atenderá suas necessidades atuais e do futuro para não tomar uma decisão precipitada, até mesmo porque é um grande investimento e você só poderá fazer esta solicitação novamente após 3 anos.
  2. Defina cada detalhe previamente: depois do seu pedido ser aprovado, o ideal é que você já tenha em mente como será utilizado o dinheiro do seu Fundo de Garantia. Caso o seu plano seja construir sua casa, qual material será utilizado? Por exemplo, caso você opte por construir com madeira por preferências estéticas, possivelmente terá que arcar com custos futuros para fazer manutenção, principalmente se você não morar em um lugar com clima frio. Nesse caso, vale contar com a ajuda de um profissional para evitar gastos indesejados e garantir que a sua obra saia como o planejado. Outra observação importante a ser feita também é referente às dimensões da casa ou do terreno, visto que o FGTS pode ser usado apenas para comprar ou construir e não para ampliar ou reformar.
  3. Verifique os documentos do imóvel: Além de estar com suas documentações em dias para apresentar e solicitar seu financiamento, é necessário que o imóvel escolhido para sua moradia também esteja seguindo as devidas exigências. Portanto, é recomendável analisar se ele está dentro dos requisitos padrões para ter mais segurança na decisão de compra.

Esperamos que nossas dicas tenham ajudado você a conhecer mais sobre o uso do FGTS, que auxilia muitas pessoas na conquista de uma moradia própria. Fique de olho em nosso blog para acompanhar mais assuntos como este!

Comentários

Open chat